3 de junho de 2011

Rufando os Tambores - Por Ayrton JR.

MUTATIS MUTANTES

Quem nunca ouviu falar dos Mutantes? Isso mesmo: aquela banda da Rita Lee, Arnaldo Baptista e Sérgio Dias. Só que, poucos sabem, a banda continuou na estrada mesmo com as ausências da Rita Lee e do Arnaldo Baptista! E optaram por trilharem uma linha mais progressiva e com fortes influências do hard inglês, como pode ser comprovado no primeiro álbum do grupo sem o Arnaldo Baptista e a Rita Lee: “Tudo Foi Feito Pelo Sol”, de 1974.
Além de ter garantido a sobrevivência dos Mutantes, este foi o disco deles que mais vendeu, superando 30 mil cópias - mais que o dobro de cada um dos anteriores! Sem falar que o prestígio internacional dos Mutantes nos anos 80 se deve a esse álbum, pois nessa época, essa obra era considerada pelos colecionadores europeus como o melhor disco do Progressivo Brasileiro! Sem dúvida, um clássico memorável do Rock nacional!
Sérgio Dias (Voz e Guitarra), Ruy Motta (Bateria), Antonio Pedro de Medeiros (Baixo) e Tulio Mourão (Teclados), assessorados pelo mago Liminha, gravaram este petardo do Rock nacional, que recentemente foi relançado pela Som Livre em formato digipack, remasterizado, incluindo 3 faixas bônus de um compacto lançado em 1976, com as inéditas “Cavaleiros Negros” (Eles são os cavaleiros negros / Cavalgando pela sua sombra / Esperando o momento certo (não, não, não)), “Tudo Bem” e “Balada do Amigo”, músicas estas que fariam parte do álbum “Tudo Foi Feito Pelo Sol”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário